Pesquisar este blog

domingo, 21 de novembro de 2010

"Gentrificação" do centro?

Em novo post em seu blog Cidadania e a Cidade, o arquiteto Rafael Ambrosio alerta para a possível distorção no processo de aplicação do IPTU Progressivo em Santos. A hipótese é que a aplicação dos instrumentos do Estatuto da Cidade acabem por promover uma facilitação para implantação de empreendimentos que, ao invés de fixar a população residente na região, venham a promover sua substituição por população de renda mais alta (o que nem sempre ocorre para residência). A este fenômeno os técnicos denominam "gentrificação".
Rafael alerta: "Esperamos que o tempo nos diga o contrário, pois ao que parece, a utilização desse instrumento servirá muito mais como um instrumento que liberará lotes ociosos no centro de Santos nos próximos anos, para que o capital imobiliário possa obter maiores lucros com a construção de edifícios empresariais, comerciais, e de prestação de serviços".
A argumentação completa de Rafael pode ser acessada em: 
http://cidadaniaeacidade.blogspot.com/2010/11/iptu-progressivo-em-santos-funcao.html.
Vale a pena conferir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário