Pesquisar este blog

sábado, 18 de dezembro de 2010

Porto x Cidade: a dfícil relação

Em tempos de crescimento acelerado da economia, a convivência sempre conflitante entre o porto e a cidade está levando santistas e turistas à beira de um ataque de nervos. Para os últimos, o saldo, em termos de imagem da cidade, não é nada bom.
Seja pelos infindáveis congestionamentos na entrada de Santos (ver post de 9/11), seja pelos problemas recorrentes na área do terminal de passageiros, ficam cada vez mais evidentes as falhas de planejamento e de fiscalização (sempre eles) do trânsito na área portuária e nas vias que lhe dão acesso.
Os argumentos que leio nos jornais são de arrepiar: choveu muito em Santos (!!!!) e a obra da perimetral atrasou, a Capitania dos Portos não aprovou ainda o projeto do acesso provisório ao terminal, (ir)responsáveis por estacionamentos estão estacionando carros nas ruas etc.
Enfim, são infindáveis as vicissitudes e surpreendente a incompetência das autoridades portuárias e municipais em lidar com o crescimento da economia. Melhor seria voltarmos aos soturnos anos 80 e 90? Ou estamos condenados à cotidiana perda de mobilidade?
Está na hora da Codesp e da Prefeitura levarem mais a sério o planejamento e a fiscalização. Enquanto planejar e fiscalizar não passar de retórica, assistiremos, presos no trânsito, uma sucessão de congestionamentos.

2 comentários:

  1. Na verdade não há fiscalização,pq existem interessados em manter a desordem e o CAOS urbano, a começas com os estacionamentos inadequados,CET que coloca placas e mesmo assim não são respeitadas,INSPEÇÃO VEICULAR em caminhões que circulam irregularmente,enfim deveriamos nos unir os cidadãos e formar o forúm da cobrança,já que quem pagar o preço somos nos mesmos.

    ResponderExcluir
  2. A cidade esta infestada de transportadoras que deixam seus containers, em meio a zonas residenciais, muitos dos terenos baldios em zonas residenciais de São Vicente estão sendo usados como patios de containes, o mesmo aqui na Zona Noroeste, aqui na Santa maria ouvem-se de madrugada os sons de guindastes, containes batendo, além dos caminhões que estacionam em qualquer rua...

    ResponderExcluir