Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

A vida dos que vivem nas palafitas é de responsabilidade de quem, cara-pálida?

Em declaração prestada à imprensa (A Tribuna de hoje, p. A8), após a morte de mais uma criança nas palafitas do Dique, ocorrida no último dia 30/11 (ver post de 1/12), a Assessoria de Imprensa da Prefeitura afirmou não ser responsabilidade legal do Município cuidar da manutenção das passarelas. É responsabilidade de quem, cara-pálida?
Sob as barbas de qual esfera de Poder nasceu e cresceu o complexo do Dique, esta imensa área abandonada da Cidade, onde sobrevivem milhares de seres humanos, sem o cuidado que merecem?
Como é possível tamanha falta de sensibilidade social, por parte de uma Prefeitura que deveria cuidar de TODOS e de TODAS?
O artigo 6° da Cosntituição Federal, que garante a todos os brasileiros e brasileiras o direito à moradia é pra valer ou vamos ter que esperar os "Novos Tempos" que nunca chegam?
Será que o Prefeito realmente tem esta compreensão de seu papel?
Quantas vidas a menos serão necessárias para que o governo municipal caia na real e faça o que dele se espera?
Em que mundo estamos?

2 comentários:

  1. Parabéns pela postagem!
    Seu Blog faz um trabalho digno de respeito e admiração, mostrando a "vida como ela é" ou seja, mostrando o outro lado de Santos-SP. Difícil de acreditar que um santista faria esse trabalho. São iniciativas como a sua, caro blogueiro, que nos faz acreditar que esse País ainda tem jeito! (Nós podemos mudar)!!
    Como diria o grande Mestre Paulo Freire: "... Nem uma realidade é assim mesmo. Toda realidade está aí submetida a possibilidade de nossa intervenção nela(...)."

    Abraços !

    ResponderExcluir
  2. Muito Legal
    Parabéns pela sua postagem
    O seu blog é muito bom :)

    ResponderExcluir