Pesquisar este blog

sábado, 15 de janeiro de 2011

Alckmin: cadê a ponte do Serra?

Do blog Escrevinhador:

O blogueiro Augusto da Fonseca (que conhece muito bem a área de transporte e infra-estrutura) pergunta: cadê a ponte do Serra?
Pouco antes de deixar o cargo pra concorrer à Presidência, o então governador paulista mostrou a maquete. A ponte ligaria Santos ao Guarujá (conhecido balneário paulista).
O governo Lula tem muitas falhas na área de infra-estrutura. Elas são expostas na velha imprensa. Ok. Mas, vejamos: Lula faz a rodovia transoceânica (que liga o Brasil ao Peru), mas o governo paulista não consegue fazer uma ponte?
Imaginem se Lula tivesse inaugurado uma maquete, e anos depois não desse explicação sobre a ponte que sumiu? Estaria nas manchetes, como escândalo!
A imagem de bons gestores, que os tucanos mantêm entre a classe média paulista, é um mistério. Na verdade, nem tanto: eles contam com a ajuda singela da velha mídia (que compra assinaturas dos jornais, e entrega nas escolas públicas, pra dar uma “força”),  e põe o nome de “publishers” da velha mídia em prédios públicos. É assim que as coisas acontecem em São Paulo – como bem mostra o Augusto…
Já ouvimos falar de governo marqueteiro. Mas parece que agora São Paulo criou o governo “maqueteiro”.
===
por Augusto da Fonseca, no blog FBI
Já que o desgovernador Alckmin está desmontando a farsa que foi o desgoverno Serra (mostrando, aliás, que foi desgoverno mesmo), que tal informar a nós todos sobre o paradeiro do projeto da ponte estaiada que, supostamente, fará a ligação Santos-Guarujá, hoje feita por barcaças?
Para entender o que estou falando, é necessário contar a história em detalhes.
***
No ano passado (9/3/10), publicamos o seguinte post, republicado em outubro/10:
Serra começa a governar no quarto ano e inaugura maquete da ponte Santos – Guarujá
Vejamos o que dizia, na ocasião, o site oficial do Governo de São Paulo:
O governador José Serra anunciou nesta terça-feira, 09, o projeto de ligação seca entre Santos e Guarujá.
O complexo de 4,6 km, sendo 1 km de ponte estaiada, irá beneficiar não só os 24 mil veículos que passam todo dia pela balsa, mas também os cerca de um milhão de pessoas que vivem em Santos, São Vicente e Guarujá.
Estimadas em cerca de R$ 700 milhões, as obras terão duração prevista de 30 meses, após a assinatura do contrato.
***
Em 10/12/10, publiquei o post:
Santos – Guarujá: 12 anos de túnel e mais 12 de ponte; no final ficarão as barcaças
Há 12 anos os tucanos enganam os paulistas sobre o túnel que ligaria Santos a Guarujá e, com isso, eliminaria a arcaica travessia por barcaças.
Em janeiro de 2009, o Governador José Serra anunciou que as obras do túnel iniciariam até o final daquele ano.
Agora, de repente, é inaugurada (9/3/10) a maquete de uma ponte estaiada (foto), que substituirá o túnel (não há  maquete do túnel).
Um breve histórico para entender a farsa número 1 – a do túnel:
  • O projeto é previsto desde 1947, pelo Plano Regional de Santos, elaborado pelo urbanista Prestes Maia
  • Em 1997, o ministro dos Transportes de FHC, Eliseu Padilha, autorizou as prefeituras de Santos e Guarujá a formar um consórcio para a construção e a operação de um túnel submarino entre as duas cidades. O custo estimado da obra era R$ 110 milhões.
  • No Plano Plurianual do Governo do Estado de São Paulo consta o estudo do túnel (clique aqui e vá à pag. 97) e não consta o estudo da ponte
***
A farsa número 2 – a da Ponte Estaiada – mais uma realização da “Central Serra de Factóides“:
A partir de março/09 – quando Serra constata que não iniciará obra alguma de túnel, em 2009, como tinha prometido – surge a idéia da ponte.
O motivo, mais ridículo não poderia ser: “o secretário Mauro Arce esclareceu que a proposta inicial do Estado era de um túnel, a qual foi descartada por diversos motivos: “Com o processo de desassoreamento do porto, verificou-se que o túnel pré-moldado precisaria estar abaixo da linha d’água em mais de 30 metros. Outra dificuldade: a montagem, que implicaria em interrupções de operações portuárias. A obra custaria mais de R$ 2,5 bilhões e levaria cinco anos para ser realizada.”
Como é que em janeiro o Serra anuncia o início das obras para 2009 sem saber desses problemas todos e do elevadíssimo custo?
Ou o governo tucano foi incompetente durante os doze anos em que se comprometeu com o túnel ou está sendo incompetente agora. Lembrar que o custo previsto inicialmente para a construção do túnel era de R$ 110 milhões!
Portanto, foram 12 anos com a enganação sobre o túnel para, num estalar de dedos, surgir com uma nova proposta, mais vistosa e mais fácil de trabalhar o imaginário coletivo dos moradores daquela região: a Ponte Estaiada.
Que não terá tráfego para caminhões! O Estado de São Paulo não sobrevive sem o caminhão e, no entanto, os demo-tucanos querem se livrar dos caminhões a qualquer custo.
  • Serra vai anunciar ponte Santos-Guarujá (site Revista Ecoturismo – 10/3/10)
    • A data de abertura do processo de licitação para a construção da Ponte Santos-Guarujá, aguardada há quase 70 anos, deverá ser feita pessoalmente pelo governador José Serra. O projeto básico da obra já está concluído pela Vetec Engenharia, empresa contratada pelo Governo do Estado para realizar o estudo.
    • Como demonstrei, é mentira que o projeto da ponte é aguardado há quase 70 anos. O que era aguardado era o túnel, com promessa do Serra, em janeiro de 2009, de que as obras seriam iniciadas ainda naquele ano!


Uma questão importante ainda está no “vai prá lá, vem prá cá”, característico do sempre indeciso governador José Serra:  quem financiará essa obra?
Ora Serra diz que será o usuário – como sempre – através de pedágio. Ora Serra diz que não será o usuário.
Como não há previsão de ponte – e sim de túnel – no Plano Pluri-Anual, vamos ver se a revisão deste, a ser enviada à Alesp no mês de maio, contemplará essa obra. Eu não acredito!
***
No dia 17/3/10, publiquei o seguinte post:
Cadê o projeto da ponte Santos-Guarujá?
A imprensa, na ocasião, informou haver um projeto básico elaborado pela Vetec.
O site da Vetec Engenharia diz que ele foi iniciado em setembro/09.
Estranho, porque o projeto para o qual havia recursos orçametários em 2009 era do túnel e não da ponte.
Se eu fosse deputado estadual do PT, encaminharia um requerimento de CPI do Túnel Santos-Guarujá, para esclarecer a situação do túnel, o motivo fundamentado da troca de túnel para ponte e, finalmente, solicitaria o projeto básico da ponte cuja maquete foi inaugurada.

Um comentário:

  1. Parece que a tal pote saírá, mas quem passar vai ter que pagar pedágio, é claro...

    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110304/not_imp687533,0.php

    ResponderExcluir