Pesquisar este blog

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Calor!

Pessoalmente acho muito difícil sustentar uma civilização nesta temperatura a que vimos sendo submetidos. Esta constatação faz-me renovar a profunda admiração que tenho pelo povo brasileiro, assolado, na quase totalidade, por esta temperatura insalubre.
Está tão quente, que a questão virou assunto na TV. Na manhã de quinta, fui entrevistado pela TV Tribuna (veja em http://www.tvtribuna.com/videos/?video=6652&idcat=14) acerca das chamadas "ilhas de calor", resultantes da péssima qualidade ambiental, decorrente da verticalização da orla, em nossa cidade.
Não sou especialista em conforto ambiental, nem em eficiência energética das edificações, mas entendo um pouco do assunto e sei o quanto de bom senso vem faltando aos administradores de plantão, quando a questão é essa.
Estamos agravando, a cada dia, um processo iniciado na virada dos anos 40 para 50, quando o automóvel, este ser diabólico, promoveu a verticalização estúpida da orla de nossa cidade. Desde então, a brisa marinha, apropriada por poucos, vem nos sendo sonegada. Não que ela fosse refrescar totalmente o calor dos últimos dias, mas ao menos aliviaria meu mau humor.
Em tempos de "boom" imobiliário, novamente o automóvel vem sendo o vilão da hiperverticalização em curso. Seja pela proliferação do asfalto (afinal quem dirige um SUV não tolera sacolejo), seja pela construção dos infames "mezaninos" de garangens, que sufocam os sobrados e pequenos edifícios que têm o azar de serem seus vizinhos.
Que calor!!!!

3 comentários:

  1. Realmente esses nossos verões estão cada vez mais terríveis, tão terrível que na aula de sábado fui obrigado a usar bermuda, mas ninguém vai dar ouvidos para a Ilha de Calor, dirão que a culpa de tudo é do tal do Aquecimento Global da mesma colma que culpam São Pedro pelos alagamentos aqui de Pindorama...

    ResponderExcluir
  2. Outro comentário é sobre as palmeiras que ficam como "arborização" nas avenidas, aquilo não serve para nada, não rende sequer meio metro de sombra.

    ResponderExcluir
  3. Que me desculpem os atingidos por este comentario, mas p/ mim o que falta ou faltou p/ que Santos chegasse a esse nive, foi planejamento, vontade politica, honestidade e foco.
    Em meus quase 55 anos, nao vi um prefeito preocupado em administrar a nossa Santos p/ os santista, e sim p/ seu proprio proveito e de seus afins, basta ver o antes e depois de muitos dos nosso politicos.

    ResponderExcluir