Pesquisar este blog

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Cetesb proíbe deposição de entulho no transbordo da Alemoa

Parece que a Cetesb pegou no tranco. Após meses de descarte totalmente irregular de resíduos de construção civil, na estação de transbordo da Alemoa, sob os auspícios de quem deveria impedi-lo, a agência resolveu fazer o que já deveria ter feito há tempos: proibir este tipo de operação.
O episódio revela o que vimos denunciando reiteradamente neste espaço: o Município de Santos não fez a lição de casa até hoje, e não possui um plano de gerenciamento deste tipo de resíduos, conforme dispõe a Resolução Conama n° 307/2002 (há quase uma década!!!!).
Enquanto isso, os responsáveis por demolições e construções emporcalham nossa região, enviando suas caçambas para outros municípios, sobretudo São Vicente, ou vendem o material como aterro para palafitas em favelas, ou o depositam na Alemoa, onde só poderia haver transbordo dos resíduos domésticos que vão para o aterro do Sítio das Neves.
Pra ajudar, sugiro que os responsáveis pela gestão ambiental do Município leiam a cartilha publicada pela Caixa Econômica Federal, que pode ser baixada em
http://www.em.ufop.br/ceamb/petamb/cariboost_files/manual_res_construc_civil_vol2.pdf. A publicação traz tudo que se precisa saber sobre o assunto e demosntra que não é tão difícil assim obter financiamento para implantar um bom plano de gestão de resíduos.
Agora falta a Semam pegar no tranco!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário