Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de maio de 2011

A decadência da pesca marinha e estuarina em São Paulo

O gráfico acima faz parte da publicação Informe da Produção Pesqueira Marinha e Estuarina do Estado de São Paulo, do Instituto de Pesca, de março de 2011. Trata-se da série histórica atualizada (1967 a 2010) da produção estadual, que demonstra a profunda crise pela qual passa o setor, desde o final da década de 1980.
Na pesquisa foram ouvidos mestres de embarcações e pescadores de 216 locais, em 16 municípios da costa paulista.
Sobrepesca, urbanização e industrialização do litoral, com consequente contaminação ambiental, além da falta ou insuficiência de políticas eficientes para o setor, são as possíveis causas para este declínio.
Como se observa, em 2010 chegamos ao ponto mais baixo da série, apesar dos investimentos federais nos terminais pesqueiros de Santos e Cananéia, além de outros programas direcionados para o setor.
Todo este esforço não vem sendo suficiente para recuperar a produção.
Espera-se que com a próxima etapa de investimentos no Terminal Pesqueiro de Santos, estes números apresentem alguma recuperação, pois Santos e Guarujá ainda são responsáveis pela maior parte da produção, em peso. 
Mas é muito provével que jamais alcancemos os números apresentados no passado. A menos que as causas apontadas acima sejam enfrentadas de forma articulada, por todas as esferas públicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário