Pesquisar este blog

domingo, 12 de junho de 2011

Por falar em monstruosidade...

Por falar em monstruosidade urbanística (ver post anterior), uma leitora e colaboradora me enviou o material de divulgação do empreendimento imobiliário lançado em frente ao shopping Praiamar. Trata-se do condomínio Ville de France, que possui duas torres, com 201 unidades habitacionais, com duas a três vagas de garagem cada.
O que chamou a atenção da leitora, é o fato de que o empreendimento possui 60.804,09 m² de área construída, em um terreno de 4.459,10 m², segundo o material divulgado pela própria construtora. Fazendo as contas, apurou-se um coeficiente de aproveitamento real de "modestos" 13,63 vezes a área do lote!
Portanto, o argumento surrado de que as mudanças no coeficiente máximo de aproveitamento, previstas caso o projeto de lei que altera o uso e ocupação do solo seja aprovado como está, promoverão uma melhora substancial na qualidade ambiental dos empreendimentos, precisa ser colocado no devido lugar: a lata de lixo.
Não me engana, que eu não gosto.

Um comentário:

  1. Caro José, faz tempo que, sem eco, tampouco espaço, reclamo da situação de Santos, quanto a questão predial. Finalmente, portanto, é que encontro seu blog. Sou formado em Direito e ex-morador da cidade. Gostaria de saber se há outras espaços sobre essa discussão, bem ainda se você tem email.

    O meu é febdias_7@hotmail.com

    ResponderExcluir