Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A Baixada e a remuneração dos setores da economia

Há anos venho apontando a barca furada que foi a ênfase no turismo, por parte dos governos locais da Baixada, sobretudo na década de 90.
Pois a pesquisa divulgada agora, pelo IBGE, "Demografia das Empresas 2009", confirma que meu raciocínio continua válido. Segundo o estudo, os trabalhadores da área de eletricidade e gás foram os mais bem pagos, na média, em 2009, recebendo 10,2 salários mínimos por mês.
Em segundo lugar, surgem os profissionais de organismos internacionais (8,1 s.m.), seguidos pelos que atuam em atividades financeiras, seguros e serviços relacionados (7,7 s.m.).
Os que ganharam as menores remunerações foram os funcionários de alojamento e alimentação (1,6 s.m.), menos que profissionais dos segmentos de arte, cultura, esporte e recreação (1,7 s.m.).
Pode se argumentar que se trata de um retrato pontual, de dois anos atrás, mas esta tendência eu já havia detectado há uma década, quando estudei o desenvolvimento urbano de nossa região.
Ou seja, garantir melhores remunerações para os moradores da região, passa por inseri-los no mercado de petróleo e gás e no mercado financeiro. Do contrário, nossos jovens vão continuar servindo a mesa e fazendo a cama para os mais preparados, que virão de fora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário