Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A liderança de Santos no ranking da verticalização

Hoje este blogueiro concedeu entrevista à TV Tribuna, acerca de ranking elaborado pelo Ibope, a partir de dados do Censo 2010 do IBGE, que revela as cidades brasileiras com a maior taxa de verticalização.
Segundo o novo Censo, 11% dos domicílios particulares permanentes brasileiros, 14% dos paulistas e 63% dos santistas, são apartamentos.
O Ibope ordenou esta taxa e descobriu o que nós santistas já pressentíamos: nossa cidade é a líder neste quesito, em termos nacionais.
Na reportagem fui questionado acerca das consequências deste processo. Portanto, sintetizei o que venho defendendo aqui no blog, há muito tempo. Por isso, não vou repetir detalhadamente.
Mas acho que se for ao ar, no Jornal da Tribuna de hoje à noite, será uma ótima oportunidade de expor a um público maior o que penso sobre a questão.
Resumindo, não se deve demonizar a verticalização, afinal não há alternativa economicamente sustentável, para os santistas, para dar conta da demanda por novas habitações. Contudo, há que se buscar um modelo de verticalização que caiba no bolso das famílias e que não transforme nossa cidade num paliteiro sem ventilação e iluminação naturais.
E sobretudo, não há mais como produzir vagas de garagem ilimitadamente, esclerosando nossas vias e prejudicando a mobilidade. Isto é tanto mais grave, quanto se observa o atual incremento de lançamentos corporativos, os quais provocam impactos muito superiores no trânsito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário