Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de abril de 2012

São Paulo: shopping não pode ser inaugurado sem as obras que minimizem seus impactos no trânsito


Na última quarta-feira, a Justiça de São Paulo manteve a decisão de não permitir a inauguração do Shopping JK Iguatemi, na Vila Olímpia, antes da construção das obras viárias exigidas pela prefeitura quando da aprovação do seu projeto. Qualquer grande empreendimento em São Paulo que se enquadre como polo gerador de tráfego, antes de iniciar suas atividades, precisa realizar uma série de obras, a fim de minimizar os impactos no trânsito do seu entorno. Para se ter uma ideia do tamanho do impacto, este shopping abrigará quase 8 mil novas vagas de estacionamento.
As exigências feitas ao Shopping JK Iguatemi – maior empreendimento da cidade em área construída (401.961,82 m²) – foram a construção da alça viária que liga a Avenida Juscelino Kubitschek à pista auxiliar da Marginal Pinheiros, a execução de uma quarta faixa na pista local da Marginal, o prolongamento da ciclovia que margeia o rio e a construção de uma passarela para interligar a faixa exclusiva de bicicletas ao Parque do Povo. Destas, apenas as obras da ciclovia foram iniciadas.
A decisão da Justiça está correta. Não se trata de uma exigência formal de entrega de obras, mas da preocupação pertinente com a circulação de veículos e pessoas na região, hoje já totalmente congestionada. Se a Justiça aceitar as pressões destes empreendedores, corremos o risco de que esta moda “pegue”, e aí, se todo grande empreendimento deixar para depois as obras que minimizam seus impactos no trânsito, imaginem como ficará a já tão caótica mobilidade nesta cidade…

Nenhum comentário:

Postar um comentário