Pesquisar este blog

terça-feira, 4 de setembro de 2012

O trajeto do VLT no centro de Santos


Continuando o comentário iniciado no post anterior, apresento acima uma imagem com o novo trajeto proposto para o VLT no centro de Santos, e no detalhe, um corte do referido trajeto, na Rua do Comércio.
A linha vermelha corresponde ao traçado proposto para o VLT e a amarela cheia ao bonde turístico.
Pode-se observar que ao longo das ruas General Câmara e do Comércio, conforme o referido detalhe, o VLT circularia lado a lado com o bonde, exigindo assim, que esta linha de bonde, implantada em 2009 (e algumas vezes reformada), fosse remanejada para o lado oposto da via, na Rua do Comércio.
A linha amarela pontilhada espaçada representa o trajeto do bonde a ser removido e a outra pontilhada representa para onde o mencionado trecho será relocado. Ou seja, o contorno do bonde na Praça Rui Barbosa seria remanejado, eliminando seu ingresso na Rua Vasconcelos Tavares, e seguindo direto para a Rua Frei Gaspar, para evitar que neste trecho o VLT também compartilhasse a via com o bonde.
Diga-se de passagem, este trecho também foi implantado em 2009.
Os polígonos azuis, assinalados no mapa, nas ruas Marques do Herval e Visconde de Embaré, referem-se aos imóveis que deverão ser desapropriados, para implantação do VLT. Contudo, existem outras desapropriações que não aparecem no mapa acima, acerca das quais me manifestarei posteriormente.
Como se pode ver, se este projeto se tornar realidade, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), responsável pelo empreendimento, vai destruir obras realizadas há pouco tempo, inclusive a recém concluída reurbanização da Rua Amador Bueno.
Ao que parece, esta alteração de projeto foi necessária para viabilizar a implantação de um trecho de ciclovia na Rua João Pessoa, pela qual o VLT passaria, conforme noticiado anteriormente.
Eu, que já vi muita coisa nesta vida, sinceramente fiquei surpreso e bastante apreensivo com tamanha lambança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário