Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de março de 2012

Decisão da Antaq e da Codesp coloca em risco motoristas e pedestres

A noticiada decisão da ANTAQ e da CODESP, de fazer novo contrato com a empresa Transbrasa, para utilização de área da União no Jabaquara, em Santos, coloca em risco a vida de motoristas e pedestres que passam pela movimentada área entre o túnel Rubens Ferreira Martins e a Santa Casa.
O acidente da foto acima, publicada na edição de hoje de A Tribuna, é a prova cabal da irresponsabilidade das autoridades portuárias e da falta de ação das municipais, que admitem uma situação absurda, permitindo que este pátio de containeres permaneça encravado em área residencial por mais dez anos.
Acerca do assunto já me manifestei em outros posts. O último foi Área da União do Jabaquara: banho de água fria, do dia 27/2. Pois bastaram apenas dois dias para que um grave acidente comprovasse cabalmente o que venho apontando.
O que ocorre neste caso é extremamente grave e de imenso pouco caso para com a segurança de milhares de pessoas que procuram o maior hospital da região e que cruzam o túnel, uma das mais importantes ligações entre o centro e a orla.
Isto sem contar os prejuízos à mobilidade urbana e à política habitacional do município, pois sendo área da União a gleba onde se localiza a transportadora, é muito simples seu repasse para que o município construa habitação de interesse social, como demandam os movimentos de luta por moradia.
Portanto, fica aqui mais este alerta. Espero sinceramente que as autoridades se mexam, sobretudo as que estão caladas. A omissão pode custar vidas.

Um comentário:

  1. Josué Alves - São Vicente1 de março de 2012 06:45

    Aqui em São Vicente é o mesmo descaso no Joquei Clube e na Esplanada dos Barreiros perto da ponte dos Barreiros, são ruas esburacadas, degradação das calçadas, casas com rachaduras e todos os demais problemas que o trafego intenso de caminhões em área absurdamente residencial pode causar, o descaso das autoridades da baixada santista ainda vai causar uma grande tragédia.

    ResponderExcluir